Tratamento de xantelasma e siringoma

Indicação

Tanto a xantelasma quanto o siringoma são lesões benignas que aparecem nas pálpebras. O xantelasma apresenta-se através de uma lesão amarelada decorrente do depósito de gordura nas pálpebras inferiores ou nas pálpebras superiores. Os siringomas são microcistos de natureza genética. Não apresentam qualquer sintoma associado. Podem ser poucos ou em grande número. A cirurgia é o procedimento mais eficaz e seguro para remoção das lesões.

No caso do xantelasma, é possível a aplicação de ácidos se o xantelasma for plano e o paciente for de fototipo baixo (pele clara). O MMP (microinfusão de medicamentos na pele) é um tratamento inovador para ambas as doenças e possui resultados surpreendentes.

Como é realizado

Quando se optar pela cirurgia, a mesma é feita através de exérese (retirada) da lesão com auxílio do bisturi e sutura com fios especiais. No caso do MMP, são aplicadas substâncias específicas através de microperfurações com agulhas bem finas, que induzem a regressão da lesão. O ácido tricloroacético tem função parecida, fazendo a lesão criar crosta e regredir gradualmente. Cada caso/paciente tem indicação individualizada de qual o melhor procedimento a ser feito.

Pós-operatório

Logo após a cirurgia é colocado um curativo com micropore (espécie de fita), que fica na lesão durante sete dias protegendo os pontos. Pode ser molhado no banho e seco com secador no jato frio, até a retirada dos pontos.