Subcisão

Subcisão é um procedimento cirúrgico, utilizado para correção de alterações ou depressões no relevo da pele. É indicada para várias situações:

  • Sulcos e rugas da face.
  • Celulite.
  • Estrias.
  • Alterações e sequelas no relevo cutâneo pós-lipoaspiração.
  • Cicatrizes profundas de acne.
  • Áreas pós-traumáticas ou afetadas por doenças inflamatórias subcutâneas.
Subcisão Joinville | Dra. Cássia Farris

Como é realizado o procedimento

É uma técnica cirúrgica, na qual se introduz uma agulha bisturizada sob a pele por meio de pequenas incisões. Ela é introduzida e manipulada em movimentos de vai e vem ou circulares, rompendo o tecido fibroso (muitas vezes é possível escutar o rompimento dos septos) e seccionando vasos sanguíneos, presentes junto aos septos, resultando na formação de hematomas. Esses hematomas estimulam a formação de um novo tecido conjuntivo, que atua preenchendo o local tratado e redistribuindo a gordura, as forças de tração e tensão.

O uso de anestesia depende, principalmente, da dimensão do local a ser tratado. Pode-se utilizar anestesia local para pequenas regiões. Em geral, a subcisão dura entre 30 e 60 minutos, dependendo da extensão da área a ser tratada.

Por se tratar de um procedimento cirúrgico, não há resultados imediatos, pois o organismo precisa se reestruturar após a intervenção. A melhora aparece após o período de recuperação e varia conforme a qualidade da pele e da sua capacidade de retração, além do tamanho, profundidade e localização do defeito. Em geral, pode ser observada em três meses. O esperado é que depressões da pele causadas por septos fibrosos sejam amenizadas ou mesmo resolvidas, até porque a técnica estimula produção de colágeno e elastina. Algumas vezes, mais de uma sessão pode ser necessária, podendo ser indicadas de três a seis sessões com intervalos de um ou dois meses.